sexta-feira, 23 de outubro de 2015


Notícia do Judiciário do Maranhão


Comarca de Morros julga 37 ações de improbidade administrativa, todas as ações coletivas e cumpre as metas 4 e 6 estabelecidas para o ano de 2015.


Juiz: Dr. André Everton Martins: Ao fundo o assessor Dr. Felix Belicha, Secretario Judicial Guilherme e o vereador Ronaldo.

Após entrar em exercício na Comarca de Morros, no dia 13 de agosto do corrente ano, o magistrado, André Bezerra Ewerton Martinsem reunião com os servidores da Comarca, definiu a estratégia, e, com esforço concentrado da equipe, objetivando o alcance das metas da GPJ, instruiu e julgou, entre os dias 13 de agosto e 16 de outubro, 37 ações de improbidade administrativa e as ações coletivas em tramitação, cumprindo, assim, duas das metas estabelecidas para a Comarca.
Nas palavras do magistrado “em que pese haver encontrado significativo acúmulo de serviços na Comarca, decorrente da prolongada vacância, encontrei também uma equipe muito engajada e comprometida, que tem realizado tudo ao seu alcance para cumprir as metas da GPJ, o que possibilitou instruir e julgar, em dois meses, essas demandas complexas que estavam acumuladas”. Segundo o secretário judicial Guilherme Tobias Lima Costa, ao cumprir as duas primeiras metas, os servidores da Comarca se apresentam ainda mais motivados, visando atingir as demais até o fim do prazo estipulado.
Nos julgamentos 37 ações de improbidade foram condenados 05 ex-gestores dos municípios de Morros (sede) Cachoeira Grande e Presidente Juscelino (termos), havendo a soma das condenações alcançado o montante R$ 2.847.896,80 (dois milhões oitocentos e quarenta e sete mil oitocentos e noventa e seis reais e oitenta centavos), a ser ressarcido ao erário.



*    Dr. Rodrigo Terças ( Juiz de Tutóia-MA), Dr. André Martins   e o advogado Ayrton Fernandes numa solenidade de casamento comunitário na cidade de São Bernardo-MA. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário