sábado, 31 de outubro de 2015


Querem minar a credibilidade de Lula para depois prendê-lo, diz Carvalho

Gilberto Carvalho, 64, ex-chefe de gabinete de Lula e ex-ministro de Dilma Rousseff, reage fortemente aos pedidos de quebra de sigilo de sua família por investigadores da Operação Zelotes e acusa uma espécie de complô para "desmoralizar" e "prender" o ex-presidente da República.
Em entrevista à Folha, o petista afirmou que seu partido tem de reconhecer os erros cometidos no passado, mas não pode ser alvo de perseguição.

Nenhum comentário:

Postar um comentário