sexta-feira, 6 de novembro de 2015


Dinamarquês vai a julgamento após guardar 21 vaginas no freezer























O dinamarquês Peter Frederiksen, 63 anos, foi flagrado com 21 vaginas mutiladas e guardadas no freezer da sua casa na África do Sul. Ele já foi a julgamento. Na casa dele, a polícia também achou equipamento cirúrgico e drogas anestésicas, segundo reportagem do Metro. Uma das vítimas de Peter foi sua esposa, Anna Matseliso Molise, 28 anos. Ela contou que foi dopada e teve seu o órgão genital extirpado. Anna testemunharia no caso, mas foi morta a tiros no mês passado ao sair de casa. A porta-voz da polícia Masilea Langa disse que Peter tem um registro detalhado de cada parte removida desde a primeira vítima, em 2010. A maior parte das mulheres é do Lesoto, reino na África do Sul.

Nenhum comentário:

Postar um comentário