sábado, 7 de novembro de 2015


Governo estuda mudar lei para facilitar fusão entre Oi e TIM
A Oi enviou a um grupo de trabalho criado no Ministério das Comunicações um documento com reivindicações que, caso sejam atendidas, aumentarão o valor da companhia, abrindo caminho para uma fusão com a TIM. Com uma dívida de R$ 50 bilhões, a Oi tem hoje uma proposta do fundo russo LetterOne que colocará US$ 4 bilhões na companhia desde que ela dê um jeito de se fundir com a TIM.
Segundo a Folha, A Telecom Itália, dona da TIM, só admite uma negociação se houver uma mudança na legislação do setor. O impasse e o vencimento de dívidas de curto prazo da Oi no primeiro trimestre de 2016 acionaram uma bomba-relógio e, agora, todos correm para achar uma saída e evitar que a Oi possa quebrar. Para aumentar a pressão, o BNDES, sócio e um dos principais financiadores da companhia, também entrou em campo para defendê-la.

Nenhum comentário:

Postar um comentário