quinta-feira, 12 de novembro de 2015


Idosos são resgatados, após 20 anos em cárcere privado

Após 20 anos vivendo em cárcere privado, sofrendo maus tratos e se alimentando de arroz, feijão e pedaços de frango, o oficial da Polícia Militar (PM) da reserva Júlio Marques de Pinho, de 72 anos, e sua mulher Maria Moura da Silva, de 91 anos, foram resgatados pela equipe da Delegacia de Proteção ao Idoso, comandada pela delegada Daniela Barros, e pelo Corpo de Bombeiros em uma casa toda deteriorada, com aparelho de ar-condicionado retirado, fezes espalhadas e um buraco que servia de latrina, no Parque Piauí, na zona Sul de Teresina.

Os proventos de Júlio Marques de Pinho eram de cerca de R$ 7 mil mensais. Os agentes da Delegacia de Proteção ao Idoso não apuraram qual o valor dos proventos de Maria Moura da Silva.

A situação degradante em que vivia o casal chocou a delegada Daniela Barros e a sua equipe da Delegacia de Proteção ao Idoso, que prenderam o filho de Júlio Marques e Maria Moura da Silva, Francisco das Chagas Marques Pinho, de 53 anos, que vivia com os dois.
Idoso foi encontrado com saúde debilitada 

Francisco das Chagas foi preso na segunda-feira e foi levado para a Delegacia de Proteção ao Idoso, foi encaminhado para o juiz das Audiências de Custódia do Tribunal de Justiça, que manteve a prisão e estabeleceu fiança de R$ 16 mil. Francisco das Chagas será encaminhado para a Casa de Custódia e foi indiciado pela delegada Daniela Barros pelos crimes de cárcere privado, retenção dos cartões de saque de proventos, utilização de carro, um Siena, com dinheiro dos aposentados para uso próprio, uso dos proventos para benefício próprio e maus-tratos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário