Por: O Antagonista

Um dos dados mais impressionantes sobre a calamidade econômica produzida por Dilma Rousseff está na primeira página do Estadão:
“De cada 100 imóveis vendidos, 41 foram devolvidos de janeiro a setembro de 2015″.
Um representante do setor deu a dimensão desse número:
“Historicamente, o porcentual de distratos girava em torno de 10%, um patamar saudável para a indústria”.
Os compradores de imóveis, iludidos de que a economia melhoraria ao longo do ano, fizeram investimentos de longo prazo, mas acabaram sendo tragados pela ruína financeira.