sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

Redenção é a primeira cidade brasileira com conexão digital subterrânea

O ministro das Comunicações, André Figueiredo, inaugurou na manhã desta sexta-feira, 15, no município de Redenção, um anel subterrâneo de fibra ótica capaz de interligar ao menos 14 órgãos públicos da gestão municipal. Além da informatização da máquina pública, a tecnologia possibilita que toda a cidade receba acesso gratuito à Internet.
Desde que foi criado o programa federal Cidade Digital, em 2012, é a primeira vez que um município tem 100% de seu projeto implantado com fibra ótica subterrânea. Outras nove cidades cearenses também devem ser contempladas com a mesma tecnologia, a exemplo de Brejo Santo, cuja inauguração deve ser no próximo dia 30 de janeiro.
“Redenção foi a primeira cidade brasileira a libertar os escravos e é a primeira cidade digital com infraestrutura totalmente subterrânea de fibra ótica”, ressaltou o ministro em cerimônia de inauguração na Praça do Obelisco, em Redenção, a 63 quilômetros de Fortaleza. Com a tecnologia, será possível, segundo ele, ampliar a disseminação de conhecimento via Internet, principalmente porque as fibras passam por escolas municipais e estaduais.
Antes, conforme o secretário de Planejamento e Gestão de Redenção, Neto Muniz, a Internet que era disponibilizada ao serviço público municipal era de 25 megabytes. Hoje, com a implantação da cidade digital, chega a aproximadamente 125 megabytes.
Saiba mais
O investimento total do programa Cidade Digital é de R$ 245 milhões. No restante do Brasil, 43 cidades digitais já estão em pleno funcionamento, mas nenhuma dessas possuía o sistema subterrâneo de fibra ótica.
Em Redenção, os 14 órgãos públicos interligados pelo anel de fibra ótica são escolas, delegacia, posto de saúde, pelotão da Polícia, museu, secretarias e Paço Municipal, além das praças da Matriz, do Obelisco e o Alto Santa Rita.





Nenhum comentário:

Postar um comentário