quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

Câmara no interior da Paraíba terá teste do bafômetro para vereadores

A Câmara de Vereadores de Piancó, localizada no sertão da Paraíba, adquiriu um etilômetro para realizar o teste de alcoolemia nos vereadores, suspeitos de embriaguez, antes das sessões. A compra foi realizada pelo presidente da casa legislativa, Pedro Aureliano da Silva (PMDB), sob a justificativa de coibir que os parlamentares participem das sessões embriagados. O aparelho custou R$ 1.605,00 e vem com 100 refis. O presidente da Câmara afirmou que adotou a medida depois que ele suspeitou que alguns vereadores estavam embriagados em  uma sessão acalorada, ocorrida no final do ano passado. Segundo ele, a prática de ir ao plenário sob efeito do álcool era comum, mas depois que os vereadores souberam da medida não compareceram mais às sessões embriagados. "O motivo é que alguns vereadores estavam vindo às sessões da Câmara embriagados, inclusive um deles deixou cair uma garrafa de uísque no plenário. Então, a gente adquiriu esse bafômetro para que isso não aconteça mais porque é inaceitável". Silva disse que o etilômetro ficará até o final deste ano à disposição da Câmara de Vereadores e, caso não venha ser usado, o aparelho poderá ser doado à Polícia Militar para possíveis blitzes da lei Seca. Apesar da determinação de Silva, a medida pode ser considerada ilegal porque o regimento interno da Casa Legislativa não trata sobre o assunto. Ele disse que, somente depois da polêmica, solicitou à assessoria jurídica um parecer para servir como base de resolução a ser elaborada pela mesa diretora.





Nenhum comentário:

Postar um comentário