quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016


Deputado de Alagoas é condenado à prisão por morder orelha de vereador

Paulo Corintho que teve a orelha mordida por Dudu Hollanda em 2009O deputado estadual Dudu Hollanda (PSD) foi condenado, nesta terça-feira (2), pelo Tribunal de Justiça de Alagoas a três anos e seis meses de prisão por lesão corporal gravíssima. Em 2009, quando era presidente da Câmara de Maceió, ele se envolveu em uma briga durante uma festa de Natal com então vereador Paulo Corintho, que teve parte da orelha arrancada por uma mordida de Hollanda. A acusação contra Hollanda foi feita pelo Ministério Público Estadual. A pena do deputado deve ser cumprida em regime aberto, mas ainda cabe recurso da decisão. A condenação não gera perda automática do mandato porque não teve pena superior a quatro anos. Mas com a condenação foi em órgão colegiado, o deputado deve se enquadrar na Lei da Ficha Limpa e ficar inelegível por até oito anos. Segundo defesa e acusação, a briga foi motivada por desentendimento político que resultou na destituição de Paulo Corintho do cargo de 2º secretário da Direção da Câmara de Vereadores de Maceió. O ato que o tirou do cargo foi tomada no mesmo dia da briga (24 de dezembro de 2009).
A pena - Segundo o TJ, a pena em regime aberto consiste na imposição de condições como horário para chegar em casa, restrição em frequentar locais como bares e restaurantes, comparecimento periódico em juízo e aviso prévio sobre viagens.

Nenhum comentário:

Postar um comentário