domingo, 7 de fevereiro de 2016



Direto do Litoral: 
Por recomendação do Ministério Público Federal a pedido do Instituto Chico Mendes para dá segurança e tranquilidade aos turista que optaram pelo carnaval no litoral e, em respeito a legislação ambiental, a Policia, está multando e rebocando todos os carros que estacionarem na via lateral da orla marítima ou que estejam sobre o passeio, bem como os chamados “paredões de som”. “A ordem é multar e rebocar”, disse um policial que pediu omissão do seu nome. A operação envolve a Polícia, as Prefeituras e o os Fiscais do ICMBio. Sobre a colocação de carros em cima do passeio e dos paredões, todos concordam. Mas, a proibição de estacionar nas laterais, todos reclamam. O representante Mário dos Santos veio de com a família de São Raimundo Nonato e foi surpreendido com a multa porque estacionou na lateral da avenida Beira Mar só não teve o carro rebocado porque foi avisado a tempo pro um flanelinha.

BARRAQUEIROS TAMBÉM RECLAMAM
Não só os turistas, mas também os comerciantes estão reclamando. Eles temem prejuízos porque as pessoas se afastam por não ter onde estacionar. O estacionamento só é permitido no local apropriado, dentro do que foi construído para esse fim.

PAREDÕES EM MIRA
Além da proibição de estacionamento irregular, a Polícia está vigilante quanto aos paredões. Uma placa avisa na praia de Atalaia que é proibido paredão de som. Não somente lá, mas em todo o litoral.

ESPAÇO RESERVADO
Na praia de Atalaia, há espaço próprio para os paredões. Fica próximo a obra do Porto. Essa regra do estacionamento e dos paredões vale para o todo o litoral abrangendo as praias de Ilha Grande, Cajueiro, Luís Correia e Parnaíba.

CARRO NA PRAIA
Outra medida que está valendo é o reboque imediato do veículo que for flagrado rodando na orla entre a praia e as barracas. Nesse caso, além da multa, o carro é rebocado e o motorista conduzido ao Distrito Policial, de onde só sairá pagando fiança.

VAMOS ORAR
Dois amigos nosso precisam de orações: José Ozildo, ex-vereador de Picos, jornalista e radialista está na UTI de um hospital de Teresina e Haroldo Francisco, Fisioterapeuta, diretor do River que está em São Paulo. Ambos com doença do coração.

OUTRA CHANCE
Deusdete Nunes Garrincha, avisa que vai dá mais uma chance ao povo de Teresina. Ele já foi eleito vereador duas vezes e se candidatou outras tantas sem êxito. Agora, disputará mais uma pelo PTB. Garrincha passou por uma cirurgia e suas pernas agora estão retas.

DECISÃO INÉDITA
Em Goiás, uma juíza inovou. Ao condenar um réu que atropelou e matou um a pessoa, ela aplicou multa de um salário mínimo durante 25 meses a ser paga a família da vítima, sem prejuízo da Ação por danos morais. E mais: cassou a CNH do motorista e mandou o veículo a leilão. Cabe recurso.

OPINIÃO
Se o governador Wellington Dias não se reunir com o presidente do Tribunal de Justiça, com os juízes e Promotores criminais, os homicídios e latrocínios em Teresina vão continuar todo dia. Os bandidos matam a noite, são soltos de manhã e voltam a matar a tarde.

VIROU ROTINA
A bandidagem é a mesma aqui e no Brasil. Toda vez que tem um crime, o autor é preso, assume a autoria e diz ter várias passagens em diversos outros Estados, inclusive por morte. Mas, para espanto de todos, é posto em liberdade menos de uma semana.

NOTAS & NÓTULAS
*Nos bastidores da política local, as apostas giram em torno de quem será o primeiro político com mandato a pular a janela da mudança de partido. Ela passa a valer dia 18 deste mês.
*Não coloquem na mesma redação os jornalistas Telsírio Alencar e Francisco Magalhães. Pode inviabilizar a pauta.
*Magalhães escreveu que a entrada de Telsírio na disputa pela prefeitura, a campanha ganha um palhaço. Alencar não gostou e foi pra cima. Há , inclusive, ameaça de processo.
*E o River, hein, tem a chance de ressurgir das cinzas nesta quarta-feira e deixar a lanterna do campeonato. Do contrário, quem vai para cinzas é o técnico.

Autor: Pedro Alcântara





Nenhum comentário:

Postar um comentário