quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

Notícia de Araioses- MA

Carnaval, cinzas e o vale tudo… 

O relógio do tempo não para e 2 de abril está bem pertinho. É a data limite para quem pretende disputar um mandato eletivo nas eleições deste ano está filiado a uma legenda partidária.
montagem-eleiçoes-araioses-daby
O quadro atual aqui mostra Manin Leal liderando um dos maiores grupos políticos já montados em Araioses, com amplas possibilidades de reeleger a filha Valéria do Manin, para mais quatro anos dirigindo a prefeitura araiosense.
Logo em seguida vem Welinton do Posto, que contrariando a vontade de seus adversários, comanda o segundo maior seguimento político da cidade e seus aliados dizem ainda que ele tem fôlego para ampliar e botar mais gente no time.
Em outros seguimentos temos o grupo Unidos por Araioses – não tão unido ainda – e o seguimento liderado pela ex-prefeita Luciana trinta.
Olhando as coisas por esse ângulo, podemos dizer com bastantes argumentos, que Manin Leal só deixará de continuar dando as cartas por aqui se perder para si mesmo. Em outras palavras, o gigantismo do grupo poderá levar soberba a alguns de seus membros, cegando-os a ponto de não ver o óbvio: que eleição só está definida depois dos votos apurados.
Welinton do Posto tem um importante e qualificado seguimento composto de vereadores, ex-vereadores e significativas lideranças políticas, que se souber superar algumas barreiras no campo da rejeição, poderá se apresentar como o mais forte adversário de Manin Leal, principalmente se ele (Welinton) vier a ter o apoio do ex-prefeito de Magalhães de Almeida, Neto Carvalho, como já apregoa seus seguidores.
Quem não deve ser descartada dessa disputa é a ex-prefeita Luciana Trinta. Não montou (ainda) um grupo de referência, porém, o fato de já ter dirigido o município a coloca no páreo se a campanha polarizar entre ela e a atual prefeita, Valéria do Manin. Seria a reedição da eleição passada. Um fato que não deve ser esquecido pelo que são supersticiosos: Araioses nunca reelegeu um gestor, mas já trouxe de volta ao comando de sua prefeitura ex-prefeitos como Zé Tude (em 1988 e 2004) e Vicente de Paula Mora, em 2000.
Por fim, Dr. Cristino Gonçalves. Médico competente e muito querido aparece como o novo na política araiosense. Seu grupo – Unidos por Araioses – que ainda tem como principais lideranças o vereador Manoel da Polo, o empresário Bernardinho Almeida e o advogado Leonel Procópio não parece muito unido ainda.
Para escolher quem seriam os cabeças de chapa foi feito uma pesquisa popular – falarei especificamente sobre ela em outra oportunidade – e nesta deu Cristino na frente e Manoel em segundo. O resultado parece ter surpreendido terrivelmente o vereador que parece ainda não ter assimilado o golpe. Falam até que ele seria candidato a prefeito de Araioses de forma independente o que não parece ser sensato, nem verdadeiro.
Embora não possua lideranças de “peso” na política araiosense esse seguimento tem a simpatia daqueles araiosenses que querem em sua prefeitura um grupo composto com gente daqui.
Na contagem do tempo o Carnaval já se foi, as cinzas também e o que vamos ver daqui para frente será a política do vale tudo, que será empreendida por quem quer disputar a prefeitura araiosense para valer de verdade e não naquela do faz de conta.  Quem está com sua cabaça vazia que trate de enchê-la com os que ainda estão livres ou “tomar” uns de quem já tem muito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário