segunda-feira, 21 de março de 2016

Calendário avança sobre Dilma, Delcídio e Cunha

cunharelogioEnvolvidos em batalhas para preservar o mandato, a presidenta Dilma Rousseff, o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB/RJ), e o ex-líder do governo no Senado Delcídio do Amaral (sem partido/MS) serão pressionados pelo calendário nesta semana. Com o apoio da oposição, o peemedebista vai acelerar a análise do processo de impeachment da petista, convocando sessões para dias em que, tradicionalmente, os deputados não votam. Cunha já convocou o plenário para sessão extraordinária nesta segunda-feira, (21/03). 
O objetivo é encurtar o prazo de dez sessões que Dilma tem para apresentar sua defesa na comissão especial do impeachment. A contagem começou a última sexta-feira, (18/03), com a presença de 62 deputados em plenário. Os oposicionistas decidiram se revezar para garantir o quórum mínimo de 51 parlamentares para a abertura da sessão. Dois aliados de Cunha estão no comando da comissão do impeachment, o deputado Rogério Rosso (PSD/DF), eleito presidente, e Jovair Arantes (PTB/GO), o relator.

Nenhum comentário:

Postar um comentário