quinta-feira, 10 de março de 2016

O TEXTO DO GENERAL OLÍMPIO MOURÃO FILHO

Postado por Tomaz Teixeira 

O Brasil vive um momento que coincide com o famoso texto do General Olímpio Mourão Filho, falecido em 1972, antes do surgimento de LULA.
Enquanto as opiniões se divergem, sobre quem tem ou não moral eResultado de imagem para General Olímpio Mourão Filhodignidade na política do nosso país, que atravessa a pior crise política de sua história, em termos de corrupção e descalabro administrativo, onde a roubalheira denigre a imagem do Brasil, dentro e fora do país. Daí, buscarmos o famoso texto do General Olímpio Mourão Filho, falecido em 1972, mas, que se encaixa perfeitamente com esse momento triste, amoral e vergonhoso porque passa a nossa Pátria.
REFLEXÃO HISTÓRICA. 


O General morreu em 1972, portanto não conheceu Lula, mas veja como ele foi profético. Quando escreveu em seu livro de Memórias.
Sabemos que todos conhecem esse texto do general Olímpio Mourão Filho, há certas coisas que se tornam insuportáveis de ler e ouvir, principalmente, quando o ignorante não sabe diferenciar que de um rato não se pode senão nascer outro rato. MOVCC/Gabriela
Reflexão Histórica

Trecho extraído do livro: “MEMÓRIAS: A VERDADE DE UM REVOLUCIONÁRIO”, apresentado pelo historiador Hélio Silva, publicado em 1978, pela L&M Editores Ltda, sobre a participação do General Olympio Mourão Filho na Revolução de 1964.
“Quem não usar os olhos para ver, terá que usá-los para chorar!” (Foerster).
"Ponha-se na Presidência qualquer medíocre, louco ou semi-analfabeto e vinte e quatro horas depois a horda de aduladores estará a sua volta, brandindo o elogio como arma, convencendo-o de que é um gênio político e um grande homem, de que tudo quanto faz está certo.
Em pouco tempo transforma-se um ignorante em sábio, um louco em gênio equilibrado, um primário em estadista.
E um homem nessa posição, empunhando nas mãos as rédeas de um poder praticamente sem limites, embriagado pela bajulação, transforma-se num monstro perigoso.
Enquanto esse monstro é dirigido e explorado apenas pela lisonja, bajulado pela corte, a Nação sofre prejuízos de monta, é verdade, mas, apenas danos materiais em sua maioria e morais alguns.
Quando, porém, sua roda é formada ou dominada por um bando refece de demônios, nesse momento a Nação corre os mais sérios perigos."

General Olympio Mourão Filho
CONCLUSÃO - Nota da Redação!
Esse lúcido relato de quem naturalmente deve com destaque ter passado pelo EMFA – Estado Maior das Forças Armadas, falecido em 1972, o General Olímpio, preconizou, sem querer o momento ora vivido em nosso país. A nação está como um barco à deriva em alto mar e o pior, sem timoneiro. Não interessa quem roubou, desviou ou jogou o país, nessa situação crítica, desesperadora, onde o pior reside no desastre econômico, onde o PIB abaixo de zero, inflação rondando os lares, desemprego, recessão perigosa, queda do IPI, ICMS, ISS, do FPE e do FPM, desesperança, insegurança, enfim, sem que se busque uma saída rápida e saneadora de todo esse descalabro que toma conta do nosso país, sem que se tenha certeza do amanhã, sem ter um líder que mereça confiança, respeito e a esperança de poder fazer algo competente, para livrar o nosso país do caos da derrocada, aumentando a fome, desemprego e a miséria. O Brasil está à deriva, é preciso separar e com urgência, o joio do trigo. Quem tiver culpa que seja punido, seja lá qual seja o seu partido, a sua origem, ou nível intelectual, pois, a olhos vistos, são muitos os larápios de colarinho branco da riqueza do nosso arrasado país, merecendo, pois, que o MPF e a PF continue suas ações, na busca pela verdade, desmascaramento daqueles que se escondem por trás da empáfia e do cinismo maligno, capaz de levar a pique esse novo Titanic chamado Brasil. Que seja punido quem tiver culpa e urgente, não dá mais para demorar, ou veremos outro Titanic indo a pique, sem esperanças de salvação pelo menos nos próximos 10 anos.
O General profetizou e muito bem, quando em 1972 parece que estava prevendo o que aconteceria em futuro distante, com o nosso rico e valioso Brasil, o país mais saqueado do mundo, desde o comando central em Brasília, ao mais longínquo município do interior e das fronteiras do nosso país.
Acorda Brasil, chega de sofrimento, vergonha, decepção, tristeza, causados por um bando de marginais chamados de políticos, mas, que estão enodoando a nossa bandeira que carrega o glorioso slogan de:ORDEM E PROGRESSO.
Não vamos declinar nomes, mas entendemos, que o MPF e a PF têm a obrigação de passar esse país a limpo, punindo realmente todos aqueles que tenham roído o gordo queijo da Petrobrás!

É esse o nosso duro recado de hoje, doa a quem doer.


Nenhum comentário:

Postar um comentário