domingo, 27 de março de 2016

Desembarque: situação insustentável, diz chefe do PP Ciro Nogueira do Piauí

Leandro Mazzini - Coluna Esplanada

O Partido Progressista, que mantém o controle do Ministério da Integração Nacional, avalia desembarcar da base governista na esteira do PMDB.
“A situação está insustentável'', diz o presidente, senador Ciro Nogueira (PP-PI), que recebeu abaixo-assinado de 22 deputados e quatro senadores contra a aliança com o Governo.
O PP tem 49 deputados e seis senadores. Se o partido pular da base, Dilma perde importante contingente de votos quando seu processo chegar ao plenário.
Com o iminente desembarque do PMDB, o PT está ficando sozinho, ao lado de PCdoB.
Enquanto isso, para ser candidato a presidente pelo Partido Verde em 2018, o senador Alvaro Dias, ex-PSDB, condicionou sua filiação à exclusão do apoio ao aborto e legalização das drogas do programa partidário.




Nenhum comentário:

Postar um comentário