quinta-feira, 14 de abril de 2016

Ciro diz que PDT apóia a democracia, mas anunciará saída do governo após processo de impeachment

foto ciro ex-ministro“Nós não queremos participar de mais nada, está muito claro para nós. O ideal para nós é: ganhar a batalha pela democracia, preservar o mandato e comunicar à presidente que queremos sair. É uma ideia do Lupi com meu entusiástico apoio. E agora vamos validá-lo com os companheiros”.
A declaração é do ex-governador do Ceará e ex-ministro Ciro Gomes, ao comentar a posição do PDT em relação ao processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT). O ex-ministro da Fazenda classifica o processo como “golpe parlamentar”, pois não estaria baseado numa denúncia de crime de responsabilidade.
Apesar da defesa pelo cumprimento do mandato de Dilma, Ciro Gomes disse que a saída do PDT é motivada pela política econômica desastrosa do atual governo, herdada da “frouxidão moral” dos dois governos Lula. “Quando sai da catatonia, não ela (Dilma), mas o governo, sai para fazer bobagem”, comentou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário