segunda-feira, 18 de abril de 2016

Deputado Bruno Araújo entra para a história do impeachment

“Quanta honra o destino me reservou”. A comemoração é do deputado tucano Bruno Araújo, de Pernambuco, ao registrar o 342º voto no processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT), às 23h07min deste domingo (17).
O processo agora segue para votação no Senado. Os trâmites terão início nesta segunda-feira (18).
Caso aprovada a admissibilidade do processo pelo Senado, o que deve ser decidido entre os dias 10 e 11 de maio, a presidente Dilma Rousseff será notificada e afastada do cargo por um prazo máximo de 180 dias, para que os senadores concluam o processo. O vice-presidente da República, Michel Temer, assume o posto. Mesmo se for afastada, Dilma manterá direitos como salário, residência no Palácio da Alvorada e segurança. Nesse período, ela fica impedida apenas de exercer suas funções de chefe de Estado.
Agência Brasil 

Nenhum comentário:

Postar um comentário