sábado, 16 de abril de 2016


Dilma liga a governadores e deputados: "Ajude-me!"

Confrontada com o risco do impeachment, Dilma Rousseff se desfez do figurino de presidente fechada e avessa à política. Passou a sexta telefonando para governadores e deputados. Dizia, em tom deferente: “Peço a sua ajuda”. Na antessala de seu gabinete, local de baixíssima frequência em tempos normais, uma romaria de políticos jamais vista ali ajudou o Planalto a chegar à véspera da votação do impeachment bem menos pessimista do que nos dias anteriores.

O movimento “nem Dilma nem Cunha” tem potencial para bagunçar o placar de domingo, segundo políticos. No grupo, há cerca de 20 deputados que se posicionaram a favor da deposição, mas dizem não querem “legitimar” Eduardo Cunha no poder.
O movimento ganhou, nas últimas horas, apoio de deputados de PSB, PSD, Rede, PTdoB e PR. Uma reunião neste sábado foi marcada para bater o martelo sobre a estratégia de chamar eleições presidenciais. (Coluna Painel - Folha de S.Paulo)


Nenhum comentário:

Postar um comentário