domingo, 31 de julho de 2016


Causou confusão no Planalto a pauta que revelou onde estuda o filho do presidente da República Michel Temer em Brasília.
Causou confusão no Planalto a pauta que revelou onde estuda o filho do presidente da República Michel Temer em Brasília.
Pior, permitiram sua imagem.
O Gabinete de Segurança Institucional (GSI) reforçou a segurança do herdeiro de Temer com homens à paisana na rua da escola, além de colaboração da PM do DF com duas viaturas que circulam o bairro.
Porque agora, críticos e até supostos terroristas sabem onde o menino estuda, quem é e até a hora de sua saída da escola.  (Leandro Mazzini - Coluna Esplanada)
Gurus do vice
A ida do presidente Michel Temer à escola, para buscar o filho Michelzinho, de sete anos, foi uma iniciativa do trio de marqueteiros que o assessora. O objetivo (atingido) era mostrar que aquele cavalheiro impassível, formal, que se expressa em Português impecável e tem excelentes conhecimentos de Latim, casado com uma mulher bonita e quase 50 anos mais nova que ele, é gente como a gente, gente normal, com preocupações normais, e tem condições de obter índices mais altos de aprovação popular. O trio de marqueteiros é formado por Elsinho Mouco, Gaudêncio Torquato e Antônio Lavareda, este também responsável pela análise dos resultados.  (Carlos Brickmann)


Nenhum comentário:

Postar um comentário