quinta-feira, 18 de agosto de 2016

NOTÍCIAS  DIVERSAS:   PIAUÍ- BRASIL

CARTA DE DILMA REVELA O FIM DA ERA PTA carta escrita e divulgada nesta 3ª feira pela presidente afastada Dilma Roussef é um atestado claro de que ela, seus aliados e correligionários não acreditam mais em absolvição da petista pelo Senado. É um carta chorosa, penosa e recheada de arrependimentos. Escrita por várias mãos, a carta teve a colaboração Lula, Berzoini, José Eduardo Cardos e Jaques Wagner. Nela, a presidente reconhece seus erros, falhas e tropeços e, arrependida, diz que, se voltar, dará não só aos políticos, mas ao provo brasileiro o tratamento adequado e respeitoso que todos merecem e não tiveram durante seus cinco anos de governo. Na tentativa de sensibilizar os políticos e o povo, Dilma acena com um plebiscito, como forma de julgar sua gestão e fazer uma nova eleição geral. No meio político, a carta foi recebida como “mea culpa” e o fim melancólico de um ciclo que durou 13 anos, a era petista.
UM PRESENTE PARA TERESINASendo você uma autoridade, com poder de decisão, que presente daria para Teresina nos seus 164 anos?
1- A conclusão do esgotamento sanitário que hoje só tem 17%. 2-Pavimentação asfáltica de todas as ruas, cujo calçamento é “cabeça de jacaré” como dizia Alberto Silva. 3-Despoluição dos rios Poti e Parnaíba. 4-Asfaltamento das ruas paralelas as avenidas para desafogar o transito. 5-Um moderno sistema de monitoramento eletrônico de câmeras nas ruas do centro e nas principais avenidas para combate a violência. 6-Colocaria para funcionar o SEMAE – Serviço Municipal Aguas e Esgotos que já existe, tem até um presidente, mas não faz nada. 7-Restringiria o atendimento do HUT somente para a Grande Teresina. 8-Construiria mais quatro pontes sobre o rio Poti. 9-Ampliaria o contingente da Guarda Municipal para, pelo menos 500 homens ou farai tudo isso?
A MORTE DE JOÃO HAVELANGEDepois de Pelé ele era brasileiro mais conhecido no mundo do futebol. João Havelange morreu nesta 3ª feira aos 100 anos. Foi desportista e participou de duas olimpíadas pelo Brasil.
A FAMAHavelange ficou famoso depois que assumiu a presidência da CBD - Confederação Brasileiro de Desportos e, posteriormente, a FIFA, Federação Internacional de Futebol Associado. Na CBD, 18 anos. Na FIFA 24 anos.
EVOLUÇÃOEle profissionalizou o futebol no Brasil. Antes, era um sistema misto. Criou o campeonato nacional. Antes era um torneio entre clubes do Rio e São Paulo pela taça Roberto Gomes Pedrosa.
TRI-CAMPEÃO MUNDIALFoi no comando de João Havelange que o Brasil ganhou três copas: 1958, 1962 e 1970. Após ganhar o 3º título mundial, Havelange foi eleito presidente da FIFA, onde ficou por 24 anos.
A RENÚNCIADepois que deixou a presidência da Fifa, ganhou o cargo de presidente de honra. Em 2010, foi denunciado como tendo participado de um esquema fraudulento de escolha de sedes da copa do mundo. Por isso, renunciou a honraria e se recolheu.
HAVELANGE NO PIAUÍJoão Havelange esteve em Teresina em três oportunidades. Duas na década de 60 e outra em 1973 na inauguração do Albertão em 26 de agosto de 1973 a convite dos eu amigo pessoal, Alfredo Nunes, presidente da Federação Piauiense de Desportos
ADEUS AS ILUSÕESLá se foi o sonho da medalha de ouro olímpico para as meninas do Brasil no futebol. Marta e companhia não passaram pelas suecas e agora vão tentar o bronze. Menos mal.
CADÊ A FAIXA?Está desaparecida a faixa presidencial. Se Michel Temer for confirmado presidente definitivo do Brasil vai ter que encomendar uma nova faixa presidencial. A original foi furtada, sumiu, desapareceu. São duas perguntas: quem levou a faixa e para quê? Responda quem souber.
NOTAS & NÓTULAS*Tem uma nova polêmica no ar. Uma Ação no STF pede que seja declarado ilegal art. Do Código Nacional de Transito que criminaliza culpado que fugir do local do acidente.
*É que, pela lei brasileira ninguém é obrigado a produzir provas contra si mesmo. E agora?
*O que o PMDB reserva para o senador João Vicente e o que ele, JVC espera do PMDB?
*Essas duas perguntas serão respondidas logo após a conclusão do processo de impeachment da presidente Dilma.
Autor: Pedro Alcântara

Nenhum comentário:

Postar um comentário