sexta-feira, 30 de setembro de 2016

NOTÍCIAS   DIVERSAS:  PIAUÍ-  BRASIL

TRE Piauí monitora a compra de votos e cria uma força tarefa


TRE MONITORA COMPRA DE VOTOSComprar e vender voto é crime incurso nas penas do Código Eleitoral Brasileiro e das leis que regem o pleito. Para combater essa prática danosa ao sistema democrático, o Tribunal Regional Eleitoral criou uma Força Tarefa que está monitorando não só os candidatos, mas também os eleitores. Para o êxito desse trabalho, a corte conta com os instrumentos legais e os aplicativos das redes sociais para denuncias. Já são muitas as manifestações de irregularidades que podem desequilibrar o resultado da eleição em diversos municípios, inclusive na capital.
INVESTIGAÇÃOCorregedor do TRE e também eu vice-presidente, o desembargador Edvaldo Moura informou que todas as denuncias que chegam através dos aplicativos, dentre eles o Pardal são enviadas ao Ministério Público a quem cabe a análise dos fatos para transforma-lo em processo.
POR CONTA E RISCONa cidade de São Miguel do Tapuio o prefeito Lincoln Matos continua sua campanha de reeleição da forma mais tranquila possível, não obstante a decisão judicial de impugna-lo. O Dr. Lincoln enfrenta uma batalha na Justiça por um processo movido pelo Ministério Público.
CONTA E RISCO 2Situação parecida acontece em N.S. dos Remédios. Lá, o candidato oficial precisa provar ao Justiça que se desincompatibilizou do cargo de direção da CUT no prazo legal que a lei exige. Ele não teria saído no prazo legal, dizem seus adversários. Mas a campanha continua.
PIMENTEIRAS TAMBÉMEm Pimenteiras, o médico Antão Arraes tem o mesmo problema. Seus adversários garantem que ele não pode ser candidato. Mas ele jura que está livre e toca a campanha em busca da vitória.
ELEIÇÃO EM SÃO PAULONa maior cidade do país, o candidato Celso Russomano(PRB), ficou para trás. João Dória(PSDB), cujo pai foi deputado pela Bahia e um tio governador, é quem está liderando agora a corrida. Detalhe: Dória nunca foi candidato nem a Inspetor de quarteirão.
A VOLTA DO CHAFARIZOuvinte liga para a rádio Difusora, programa Canal Livre (das7h30m as 9h) diariamente e sugere que a prefeitura e o governo do Estado voltem a construir chafariz nos bairros. É insuportável a falta de água na cidade de Teresina.
ELEITOR LIVREEstá valendo desde ontem e vai até 48 horas depois da eleição a lei que protege o eleitor de ser preso. Prisão nesse período só em flagrante. A mesma regra vale para candidatos. A medida visa impedir que haja constrangimento para ambos.
PARADINHAPor causa da lei Eleitoral, a Lava jato também sai de cena, pelo menos por enquanto. Nesta semana e na outra não teremos prisões. Quem tiver culpa no cartório fique tranquilo, mandados de busca, apreensão e prisão só em outubro.
BARRADO NO BAILEO governador Wellington Dias não vaia fazer campanha na cidade de Picos. Mesmo tendo um candidato do seu partido, ele explicou aos jornalistas que os dois candidatos lhe apoiaram em 2014, por isso, o sentimento de gratidão falou mais alto.
NA TORCIDADias revelou a imprensa durante entrevista em sua casa que, se pudesse não só estaria presente na campanha em cima do palanque, como gostaria de votar no padre Valmir, o candidato do seu partido, PT.
ENDIVIDADOSTem dois candidatos em Teresina que vão vender parte do seu patrimônio para saldar as dívidas de campanha. Um deve já deve R$ 500 mil e outro está chegando a R$ 1 milhão.
A HORA DAS PESQUISASChegou a reta final da campanha. Daqui até domingo, como a lei permite, vai ser uma enxurradas de pesquisas. Vamos assistir um festival de mentiras, trapaças, enganações, tudo pelo voto. Vamos ver ressurgir Institutos que há muitos e muitos anos deixaram de pesquisar, mas agora saíram das cinzas como Fênix para palpitar sobre pleito. A conferir.
ABANDONADOPreso na Lava jato, o ex-ministro Palocci se queixou de abandono. O PT não deu uma nota para defende-lo. O partido preferiu ir pra cima do ministro da Justiça Alexandre Moraes, de quem pediu cabeça por ter vazado a operação que prendeu o “Italiano”.
JEITINHO BRASILEIROTramita no Congresso Nacional, projeto de Lei que transforma em multa a punição de suspensão da CNH para quem alcançar os 20 pontos na carteira por irregularidades. Ao invés de ter a CNH retida e ficar proibido de dirigir, o motorista pagará multa de R$ 2 mil toda vez que atingir 20 pontos e segue pontuando normalmente.

NOTAS & NÓTULAS*Pergunta no Fórum: a transformação De Gleise Hoffman e Paulo Bernardo em réus na Lava jato pelo STF, também faz parte da operação ”boca de urna?”.



Nenhum comentário:

Postar um comentário