domingo, 9 de outubro de 2016

* NOTÍCIA DIVERSAS :  POLÍTICA PIAUÍ- BRASIL

DENÚNCIAAliados do governador Wellington Dias se queixam sem pedir segredo, de que houve uso e abuso da máquina estadual em favor dos candidatos governistas. Citam dois municípios como referência: Picos e Esperantina.
PICOSEm Picos, dizem os líderes do PP, cujo candidato, Gil Paraibano foi derrotado por poucos votos, que o prefeito Padre Walmir(PT), foi beneficiado com obras ali realizadas na semana da eleição desequilibrando o resultado do pleito. “Foi asfalto em cima de asfalto”, diz o deputado Júlio Arcoverde.
ESPERANTINAEm Esperantina, reclama o presidente da Assembleia, deputado Temístocles Filho(PMDB), cujo irmão, ex-deputado Marlos Sampaio perdeu para a petista Vilma Amorim, também teria havido interferência da máquina estatal para derrotar seu grupo.
CPI DO ASFALTONa Assembleia, o deputado Robert Rios(PDT), articula a criação de uma CPI para investigar esses supostos abusos, Tem até nome: CPI do asfalto, que não deve prosperar, pois precisaria de 10 assinaturas, mas o governo tem maioria.
NÃO EXISTE PROJETO DE SEGURANÇA PARA EX-GOVERNADORO governo do Estado informa que não existe projeto de segurança para ex-governadores. A matéria aqui publicada, foi um erro da Assessoria de Comunicação da Assembleia Legislativa.
PREFEITO ELEGE TODOS OS VEREADORESEm Agricolândia, o prefeito Valter Alencar, cabelo, barba e bigode na eleição passada. Foi reeleito com folga, elegeu todos os nove vereadores da Câmara Municipal e já nomeou o futuro presidente da casa legislativa. Isso é que é poder.
STF EMENDA A CONSTITUIÇÃOA decisão do STF em aprovar prisão de condenados em 2ª instância é como se fosse uma emenda constitucional. Afinal, A carta magna do país, diz que no Brasil prisão só em flagrante, transito em julgado ou por julgamento na última instância, mas também após o transito.
LEGITIMIDADEO STF é o guardião da constituição. Sua função é preserva-la, defende-la e não emenda-la. Emenda constitucional é tarefa da casa legislativa, com pessoas eleitas pelo povo. O STF não tem legitimidade para emendar o texto constitucional.
SEM RECURSOO pior de tudo isso, é que que, após a decisão da Suprema Corte não se tem mais para quem apelar.
E PORQUE O CONGRESSO NÃO EMENDA?Os congressistas não fazem esse tipo de emenda na constituição, porque seriam eles os primeiros a serem presos, como é o caso do presidente do Senado, Sr. Renan Calheiros(PMDB/AL).
FALÊNCIA DA JUSTIÇAPor outro lado, quando o STF ao invés de julgar, faz é emendar a constituição, pondo no texto constitucional ainda que invisível, um dispositivo de prisão em 2ª instância, a corte Suprema com isso, decreta a incapacidade do judiciário de julgar, a pretexto de que existem inúmeros recursos.
A LIÇÃO DE BARBOSAVejam a lição do ministro Joaquim Barbosa no mensalão. Julgou todos. Alguns condenados e outros absolvidos, mas julgou. A atual composição da casa, não julga. Sérgio Moro já vai com mais de 100 sentenças na Lava Jato, condenando e absolvendo. Juiz é pago para julgar e nada mais.
NOTAS & NÓTULAS*Que se prenda réu condenado em 2ª instância, mas que isso aconteça por emenda constitucional. Não por 11 pessoas sem representação política, rasgando a constituição.
*Lembram da deputada da “dança da pizza”, Angela Guadagnin? Não se reelegeu vereadora em S. José dos Campos, onde foi prefeita e estava no segundo mandato. Ficou 2ª suplente.
*Todos os ex-vereadores da coligação do prefeito Firmino Filho que ficaram na 1ª suplência retornarão a Câmara.
*Há também, outros bem votados que poderão assumir, como é o caso do bacharel Marcos Monteiro, filho do deputado Fernando Monteiro que obteve 5.017 votos e não entrou.

Autor: Pedro Alcântara





Nenhum comentário:

Postar um comentário