sexta-feira, 7 de outubro de 2016


Política do Maranhão: Neto Carvalho de Magalhães de Almeida fez barba, cabelo e bigode


Antonio Meireles e João Igor – majoritários eleitos
Antonio Meireles e João Igor – majoritários  eleitos.

Após a apuração dos votos da eleição de domingo, ficou mais claro do que nunca, a liderança de Neto Carvalho – ex-prefeito de Magalhães de Almeida – nesse canto do Baixo Parnaíba maranhense.
Essa liderança também era disputa por Manin Leal que perdeu no último domingo todo o poder que detinha e como ao longo de sua carreira política fez desafetos e decepcionou a muitos, dificilmente voltará ao poder em Santa Quitéria, cidade que dominou por vários anos e em Araioses na qual seu reinado vai durar apenas quatro anos.
É claro, que é muito cedo para fazer prognósticos, mas tudo vai depender do que Alberto Rocha, prefeito eleito em Santa Quitéria e Dr. Cristino o grande vencedor das eleições em Araioses que vão gerir seus municípios a partir de 1º de janeiro do ano que vem façam a frente dessas prefeituras.
Neto Carvalho fez barba, cabelo e bigode como diz o dito popular, nas eleições de domingo, pois conseguiu reeleger o prefeito Tadeu Batista em Magalhães de Almeida, que detinha altos índices de impopularidade e ainda, o que para muitos era uma tarefa quase que impossível, que foi destronar o coronel Coriolano Almeida elegendo seu filho, o médico João Igor, pondo fim a uma dinastia de quase meio século de existência.
Se por um lado em Magalhães de Almeida a disputa foi acirradíssima com uma diferença de apenas 80 votos, já que Tadeu teve 4.895 votos (50,41%) e Costa Júnior 4.815 votos (49,59%), em São Bernardo a vitória de João Igor, filho de Neto Carvalho foi incontestável com 9.219 votos (59,95%) contra 5.223 votos (37,87%) de Coraninho, filho de Courelando Almeida que dominou o município por mais de 40 anos.
Além dos munícipios de Magalhaes de Almeida e São Bernardo, Neto Carvalho também pode botar em sua cota também o município de Água Doce do Maranhão, já que lá ganhou a Talita Dias, filha do ex-prefeito daquela cidade Eliomar Dias, uma espécie de irmão e grande aliado do agora incontestável líder da região.
Já Manin Leal ignorou um outro dito popular que diz que mais vale um pássaro na mão do que dois voando e ao querer ganhar em Santa Quitéria e Araioses acabou sendo derrotado nas duas cidades.
Em Araioses derramou milhões de reais, mas quando povo quer não tem jeito e o eleito foi o médico Cristino Gonçalves de Araújo que fez uma campanha com um grupo de amadores e sem um centavo no bolso.
Essa deve ter sido a derrota que mais doeu e que jamais será esquecida por quem não soube respeitar quem lhe deu uma grande vitória quatro anos atrás.
Enquanto isso, resta a Manin Leal o consolo de ter saído de Araioses com uma mão na frente e outra atrás no final doa anos 70 para Santa Quitéria, onde acabou sendo vereador e prefeito por vários mandatos naquela cidade e hoje tem uma invejável fortuna, sem que para isso nunca tivesse que suar para consegui-la.
Neto Carvalho e Manin Leal já foram amigos, mas parece que a disputa pelo poder na região afastou os dois para nunca mais se aproximarem.
Neto, hoje rir a toa e Manin chora porque cometeu o pecado de achar todos são bestas e só ele é o sabichão.
Quem sabe que um dia não aprende…
magalhaes neto
Espelho das votações em Magalhaes de Almeida e São Benrado



Nenhum comentário:

Postar um comentário