domingo, 13 de novembro de 2016


Cariús -CE: nova recontagem deu empate 5.811 a 5.811 e o mais velho ganhou

Terminou por volta das 18 horas, desta quarta-feira, 9, o trabalho de auditoria nas 58 urnas eletrônicas que funcionaram nas eleições municipais na cidade de Cariús, na região Centro-Sul do Ceará.
A auditoria foi realizada no Fórum de Justiça da cidade de Jucás, que é sede da 43ª Zona Eleitoral. O trabalho começou às 14 horas. O resultado foi o mesmo verificado no resultado oficial do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).
Os dois principais candidatos a prefeito, Nizo Costa (PMB) e Iran (PSDB) obtiveram a mesma votação: 5.811 votos.  De acordo com o TRE o candidato Iran é o vitorioso por ser mais velho. 
De lado de fora do Fórum houve concentração de eleitores do candidato vitorioso que saíram em carreata, após queima de fogos em direção à cidade de Cariús, distante apenas 3 km.
AUDITORIA 
A auditoria consiste na impressão de novos boletins de urnas e de outros dados a partir do disco rígido de cada urna eletrônica para que as informações (votos dados aos candidatos a prefeito, vereadores, nulos e em branco) possam ser comparadas com o resultado oficial apresentado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).
O auditório do Fórum ficou lotado de representantes de partidos políticos, de instituições comunitárias, entidades de classe e da Igreja, além de advogados das duas principais coligações, do promotor eleitoral, José Borges, e da juíza eleitoral, Yanne Alencar.
Auditoria nas urnas eletrônicas em Cariús confirma vitória de Iran para prefeito
O trabalho é coordenado pelo secretário de Tecnologia de Informação do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), Carlos Sampaio, e pelo chefe de seção de Urna, Ivan Alexandre.
De acordo com o chefe do Cartório Eleitoral de Jucás, Ednaldo Lemos, 58 urnas foram utilizadas na eleição de Cariús e as urnas estavam em depósito na central regional de Juazeiro do Norte. Chegram no fim da manhã desta quarta-feira, 9.
O advogado Francisco Gonçalves, da coligação do candidato a prefeito, Nizo Costa, disse que solicitou à Justiça Eleitoral a realização de uma auditoria porque o resultado do pleito deu empate entre os dois principais candidatos, o que considerou um motivo singular, além de duas urnas que não foram devolvidas no dia da votação, e de um eleitor com direito político suspenso que teria votado. “Acreditamos que houve algumas irregularidades, mas não tivemos acesso às atas”, afirmou.
A juíza eleitoral, Yanne Maria de Alencar, explicou que o pleito transcorreu dentro da normalidade e que todos os votos foram apurados. “As duas mídias das duas urnas que só foram entregues depois foram lidas normalmente no dia da votação, com apuração de todas as urnas”, afirmou. “O motorista que recolheu as urnas esqueceu no bagageiro do carro”.
A juíza frisou ainda que a auditoria tem por objetivo esclarecer dúvidas e reafirmar o trabalho de lisura, transparência e legitimidade do pleito. “Sempre estivemos abertos aos esclarecimentos, fornecimento de informações aos advogados”.
Auditorias em outras cidades 
De acordo com o secretário de Tecnologia de Informação do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), Carlos Sampaio, desde 1996, quando começou o uso do voto eletrônico no Ceará, somente houve auditoria em cinco municípios: Tabuleiro do Norte, São Gonçalo do Amarante, Cedro, Icó e agora em Cariús. “Em todos os casos os resultados foram idênticos aos dados oficiais da eleição”, afirmou.

ELEIÇÃO EMPATADA
A auditoria foi solicitada pela coligação do candidato a prefeito, Nizo Costa (PMB), que solicitou uma espécie de ‘recontagem’ dos votos. Concluída a apuração dos votos houve uma coincidência em Cariús: os candidatos Nizo Costa (PMB) e Iran (PSDB) obtiveram a mesma votação: 5.811 votos.  De acordo com o TRE o candidato Iran é o vitorioso por ser mais velho




Nenhum comentário:

Postar um comentário