terça-feira, 3 de janeiro de 2017


Chefe do Twitter na China deixa o cargo

Após oito meses comandando o Twitter na China, a executiva Kathy Chen pediu demissão do cargo, segundo mensagem enviada por ela no site de microblogs neste final de semana.
A rede social é bloqueada pelo governo chinês desde 2009, mas ainda é utilizada no país por meio de redes virtuais privadas. Chen, que antes de ingressar no Twitter trabalhou na Microsoft e na Cisco, foi contratada pela empresa para atrair mais anunciantes chineses.
O Twitter expandiu sua base de anunciantes na China em quase 400 por cento nos últimos dois anos, escreveu a ex-executiva da rede social, tornando as operações no país uma de mais rápido crescimento na região da Ásia-Pacífico.
Procurado, o Twitter afirmou que vai manter o escritório de Hong Kong para atender clientes na região, mas não deu detalhes sobre a saída de Kathy Chen.
A rede social tem passado por significativa reestruturação, não apenas na Ásia. A empresa anunciou, em outubro, o corte de mais de 9% de sua força global de trabalho, com o intuito de manter os custos controlados.
Antes de Chen, Parminder Singh, diretor do Twitter para Índia, Sudeste Asiático e Oriente Médio, já havia deixado a empresa no início de novembro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário