quinta-feira, 6 de julho de 2017


Acabou o bumba-boi no Maranhão, mas as quadrilhas continuam no Brasil


Resultado de imagem para quadrilha junina de brasiliaPor outro lado, apesar do Rodrigo Janot ter oferecido a denúncia contra o Temer, jamais esse cara será julgado pelo STF. O motivo: para o Temer ser julgado pelo STF dependerá da autorização prévia de dois terços do plenário da Câmara Federal. O Temer está começando a soltar as emendas parlamentares e, assim, terá a maioria, pois os deputados federais corruptos irão levar vantagens no recebimento do erário(dinheiro) público.

Bom, mesmo que a Câmara autorizasse o julgamento do presidente, por corrupção passiva, o Gilmar Mendes agiria nos bastidores e o nojento Temer seria absolvido no plenário do STF, como aconteceu no TSE.

Eita, Brasil, o trabalho do Rodrigo Janot vai para o ralo é logo com o Legislativo e não no Judiciário. 

Com tudo isso, quem perde é o Brasil. Isto porque os investidores fogem do país levando seus dólares, a economia tem previsão de um crescimento de meio por cento nesse ano, a cadeia produtiva diminui, aumenta o desemprego, cresce a vulnerabilidade e a corrupção vai continuar batendo records, por um simples nome: impunidade.

Que vergonha, povo!

Thizé, além de advogado, é professor de Física e de Direito.
 
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário